30 de dezembro de 2011

Por Isabel Mueler



2012, um ano cercado de mistério, de especulações, de profecias. Não será o fim do mundo, não no sentido literal.
Mas certamente, no mundo de cada um de nós, muita coisa já findou. Estamos vivenciando um processo de grandes transformações. É este mundo, tal qual o conhecíamos antes, em seus aspectos econômicos, políticos, de poder, ambientais, que está morrendo, para que outro nasça.
2012 é sem dúvida um ano especial dentro deste processo que não se esgota agora, mas que continuará ainda ativo por alguns anos. Mas em 2012 teremos o aspecto exato entre Urano e Plutão, símbolo de momentos de grande transformação na humanidade. E que ao longo dos próximos anos promoverá uma total mudança na ordem mundial. O que já pode ser verificado, com as crises no velho continente europeu, nos Estados Unidos, no mundo e o poder crescente de países como o Brasil.
Profecias que se atribuem aos Maias não falam em “fim do mundo”, mas em final de um ciclo. 2012 não é unicamente um ano, mas um processo em que estamos inseridos e que leva necessariamente ao fim da visão de mundo que tínhamos anteriormente. E a mudanças que podem ser “disparadas” por eventos surpreendentes de larga escala.
Entre junho e setembro teremos o ápice do aspecto desafiador entre Urano e Plutão. Urano está em Áries e simboliza o despertar da consciência, a revolução, as mudanças, o que nos é mais único, singular, diferente. Áries é o primeiro signo do zodíaco, símbolo de início, de uma nova jornada.
A união simbólica desses dois princípios astrológicos evoca algo totalmente inédito, inovador, revolucionário em nossas vidas.
Plutão simboliza as transformações que eliminam situações, muitas vezes de forma drástica, para que ocorra uma cura e um renascer das cinzas. Plutão está em Capricórnio, signo que simboliza as estruturas sociais, profissionais, aquilo que está constituído, que quer ser perpetuado, as questões de poder, de governo.
Plutão está destruindo as estruturas obsoletas, aquilo que se imaginava sólido e incontestável. Mas que tem revelado os “podres” da sociedade, do poder.
Nos anos 60 Urano e Plutão estiveram conjuntos, e podemos fazer uma analogia com aquela época de grandes mudanças na humanidade e o período atual, que se estende ainda por alguns anos. Mas que tem em 2012 um ponto de ápice, um momento crucial no processo. Que se revela em termos de poderio mundial, político, econômico e de questões ambientais, climáticas.
E também na vida de cada um de nós, pois estes planetas atuam sobre pontos específicos de nosso Mapa Astral, indicando em que situações de vida e assuntos estamos sendo instigados a realizar essas transformações.
Temos alguns elementos, inclusive científicos, que nos fazem refletir sobre o tom delicado do atual momento do Planeta. Por exemplo, as tempestades solares, sendo que um dos clímax será no final de 2012. Estas erupções afetam o sistema de redes elétricas e podemos imaginar a “catástrofe” que seria um grande abalo dessa natureza.
Temos também a devastação ambiental, o uso sem consciência dos recursos do Planeta, como se fossem infindáveis. E já há alguns anos temos assistido o aumento de cataclismas ambientais.
O cenário é de fato explosivo e muito desafiador. Conflitos sociais, políticos, bélicos, ambientais. O Planeta pede socorro. É hora de nos conscientizarmos de que devemos fazer a nossa parte.
Os chamados “signos cardinais”, Áries, Câncer, Libra e Capricórnio são os que mais tendem a sentir a simbologia deste tempo de transformações. Mas não somente quem tem o Sol nestes signos, mas também o ascendente ou algum planeta e ponto importante do Mapa Astral, que estará então sinalizado pelo intenso processo de mudanças.
Não se deve adotar um tom alarmista, não é este o propósito da Astrologia (nem tampouco da sabedoria Maia ou de outros saberes). Trata-se, sim, de uma mudança sem precedentes na consciência humana e nos propósitos individuais e coletivos.
Muitas pessoas tendem a mudar radicalmente de vida e o momento é oportuno para isso, caso as situações em que se esteja inserido não reflitam um anseio mais profundo da alma.
A resistência às mudanças é que cria um panorama em que elas tendem a ocorrer de forma drástica. Por outro lado, se colaboramos com este processo, que não é somente individual, mas coletivo, planetário, poderemos vivenciar essas transformações como uma revitalização e a percepção do propósito espiritual e evolutivo de nossa jornada na Terra.
A tentativa (infrutífera) de se manter em velhos padrões, estruturas e vida certamente resultará em grandes dificuldades. Pois não é momento de manter o velho, mas de dar boas-vindas ao novo, transformando nossas vidas. Obviamente que isso não significa abandonar responsabilidades e simplesmente desconsiderar as conseqüências de nossos atos, especialmente na esfera dos relacionamentos, já que o planeta Saturno está, na maior parte do ano, ainda transitando o signo de Libra.
Mas os velhos padrões de relacionamento, de indecisão, de ficar “em cima do muro”, de ficar preso a antigas estruturas nas relações não mais funcionarão.
Temos em 2012 o ingresso definitivo de Netuno no signo de Peixes, o seu domicílio astrológico. Netuno rege os oceanos, águas que também simbolizam um “clima” emocional, espiritual, da época, em que estamos todos imersos. Rege a arte, a espiritualidade, a sensibilidade psíquica, a transcendência, a comunhão com o sagrado, como também as ilusões, os vícios, o escapismo.
Pode-se esperar que a longa passagem de Netuno por Peixes (até 2025) terá como palco de acontecimentos marcantes justamente os oceanos, a força das águas, mas também uma nova inspiração criativa, artística, uma nova concepção e vivência da espiritualidade.
Interessante constatar que 2012 será regido pela Lua, que atesta a força das mulheres neste ano. Podemos fazer uma analogia entre Netuno em Peixes e a regência da Lua, marcando este como o ano do feminino, das emoções, da sensibilidade e... das águas...
E podemos vislumbrar no cenário internacional o poder das mulheres e as mulheres no poder, com o impacto que isso representa, neste mundo em plena transição.
Além disso, em 2012 teremos um trânsito astrológico muito especial do planeta Vênus, que também simboliza o feminino, os relacionamentos, os valores pessoais. Em junho Vênus se alinha entre o Sol e a Terra.
No primeiro semestre de 2012 o planeta Júpiter transita o signo de Touro, lembrando-nos da oportunidade de expandir os horizontes no que diz respeito a forma como expressamos nossos talentos, habilidades, como lidamos com os recursos materiais e também do Planeta.
Seremos instigados a ampliar nossos conceitos sobre prosperidade, abundância, como também é absolutamente necessária uma mudança de consciência sobre apegos, consumismo, materialismo, que estão exaurindo os recursos da Terra.
Em junho Júpiter ingressa Gêmeos, estimulando maior mobilidade, flexibilidade, estudos, aprendizados, viagens. A mente como propulsora dos novos horizontes.
Saturno atua em Libra até outubro, quando ingressa Escorpião. A passagem por Libra vem nos mostrando a necessidade de sermos adultos, maduros, responsáveis e conscientes em nossos relacionamentos, parcerias, superando antigos medos, bloqueios e rigidez que nos impedem de vivenciar relações plenas.
Nas relações que conseguem superar o sentimento de rejeição, de inadequação, a projeção de dificuldades sobre o parceiro, poderá renascer um forte senso de união e de compromisso. Para os relacionamentos que tentam se sustentar sob frágeis e estagnadas bases, a separação pode ocorrer.
A máxima de Saturno em Libra é não fazer aos outros o que não queremos para nós. Até outubro estaremos definindo questões nos relacionamentos, nos acordos, nas parcerias, nos contratos, onde os pratos da balança libriana deverão se equilibrar: eu e você, para que um novo nós renasça, o que será o tema da passagem de Saturno por Escorpião.

Blog do Marco !


Compartilho  com amigos a beleza do texto de Jorge Luís Borges que copiei do Blog do Marco Spinelli...
Maravilhoso !!!
“Fragmentos de um Evangelho Apócrifo”, ou seja, um Evangelho cujo autor desconhecemos e nem queremos conhecer. É uma paráfrase do Sermão da Montanha, que nos atinge na boca do Estômago, por sua força de vida. Lá vai:
3. Desventurado o pobre em espírito, porque debaixo da terra será o que agora é na terra.
4. Desventurado o que chora, porque já tem o hábito miserável do pranto.
5. Ditosos os que sabem que o sofrimento não é uma coroa de glórias.
6. Não basta ser o último para alguma vez ser o primeiro.
7. Feliz o que não insiste em ter razão, porque ninguém a tem ou todos a têm.
8. Feliz o que perdoa aos outros e perdoa a si mesmo.
9. Bem aventurados os mansos, porque não condescendem com a discórdia.
10. Bem aventurados os que não têm fome de justiça, porque sabem que a nossa sorte, adversa ou piedosa, é obra do acaso, que é inescrutável.
11. Bem aventurados os misericordiosos, porque a sua felicidade está no exercício da misericórdia e não na esperança de um prêmio.
12. Bem aventurados os de limpo coração, porque vêem a Deus.
13. Bem aventurados os que padecem perseguição em nome da justiça, porque lhes importa mais a justiça do que seu destino humano.
14. Ninguém é o sal da terra; ninguém, em algum momento de sua vida, não o é.
15. Que a luz de uma lâmpada se acenda, embora nenhum homem a veja. Deus a verá.
16. Não há mandamento que não possa ser infringido, e também os que eu digo e os profetas disseram.
17. O que matar pela causa da justiça, ou pela causa que ele crê justa, não tem culpa.
18. Os atos dos homens não merecem nem o fogo, nem os céus.
19. Não odeies a teu inimigo, porque se o fazes, és de algum modo seu escravo. Teu ódio nunca será melhor que a tua paz.
20. Se te ofender a tua mão direita, perdoa-a; és teu corpo e és tua alma e é árduo, ou impossível, fixar a fronteira que os divide.
24. Não exageres o culto da verdade; não há homem que ao fim do dia não tenha mentido com razão muitas vezes.
25. Não jures, porque todo juramento é uma ênfase.
26. Resiste ao mal, mas sem espanto e sem ira. A quem te ferir a face direita, podes oferecer-lhe a outra, sempre que não te mova o temor.
27. Eu não falo de vinganças nem de perdões; o esquecimento é a única vingança e o único perdão.
28. Fazer bem a teu inimigo pode ser obra da justiça e não é árduo; amá-lo, tarefa de anjos e não de homens.
29. Fazer bem a teu inimigo é o melhor é o melhor modo de comprazer a tua vaidade.
30. Não acumules ouro na terra, porque o ouro é o pai do ócio, e este, da tristeza e do tédio.
31. Pensa que os outros são justos ou o serão, e se não é assim não é , não é teu erro.
32. Deus é mais generoso que os homens e os medira com outra medida.
33. Dá o santo aos cães, deita tuas pérolas aos porcos; o que importa é dar.
34. Busca pelo agrado de buscar, não pelo de encontrar...
39. A porta é a que escolhe, não o homem.
40. Não julgues a árvore por seus frutos nem ao homem por suas obras;podem ser piores ou melhores.
41. Nada se edifica sobre a pedra, tudo sobre a areia, mas nosso dever é edificar como se fora a pedra a areia...
47. Feliz o pobre sem amargura e o rico sem soberba.
48. Felizes os valentes, os que aceitam com ânimo semelhante a derrota ou as palmas.
49. Felizes os que guardam na memória as palavras de Virgílio ou de Cristo, porque estas darão luz a seus dias.
50. Felizes os amados e os amantes e os que podem prescindir do amor.
51. Felizes os felizes.”

29 de dezembro de 2011

Desejo


Desejo primeiro que você ame,
E que amando, também seja amado.
E que se não for, seja breve em esquecer.
E que esquecendo, não guarde mágoa.
Desejo, pois, que não seja assim,
Mas se for, saiba ser sem desesperar.

Desejo também que tenha amigos,
Que mesmo maus e inconseqüentes,
Sejam corajosos e fiéis,
E que pelo menos num deles
Você possa confiar sem duvidar.

E porque a vida é assim,
Desejo ainda que você tenha inimigos.
Nem muitos, nem poucos,
Mas na medida exata para que, algumas vezes,
Você se interpele a respeito
De suas próprias certezas.
E que entre eles, haja pelo menos um que seja justo,
Para que você não se sinta demasiado seguro.

Desejo depois que você seja útil,
Mas não insubstituível.
E que nos maus momentos,
Quando não restar mais nada,
Essa utilidade seja suficiente para manter você de pé.

Desejo ainda que você seja tolerante,
Não com os que erram pouco, porque isso é fácil,
Mas com os que erram muito e irremediavelmente,
E que fazendo bom uso dessa tolerância,
Você sirva de exemplo aos outros.

Desejo que você, sendo jovem,
Não amadureça depressa demais,
E que sendo maduro, não insista em rejuvenescer
E que sendo velho, não se dedique ao desespero.
Porque cada idade tem o seu prazer e a sua dor e
É preciso deixar que eles escorram por entre nós.

Desejo por sinal que você seja triste,
Não o ano todo, mas apenas um dia.
Mas que nesse dia descubra
Que o riso diário é bom,
O riso habitual é insosso e o riso constante é insano.

Desejo que você descubra ,
Com o máximo de urgência,
Acima e a respeito de tudo, que existem oprimidos,
Injustiçados e infelizes, e que estão à sua volta.

Desejo ainda que você afague um gato,
Alimente um cuco e ouça o joão-de-barro
Erguer triunfante o seu canto matinal
Porque, assim, você se sentirá bem por nada.

Desejo também que você plante uma semente,
Por mais minúscula que seja,
E acompanhe o seu crescimento,
Para que você saiba de quantas
Muitas vidas é feita uma árvore.

Desejo, outrossim, que você tenha dinheiro,
Porque é preciso ser prático.
E que pelo menos uma vez por ano
Coloque um pouco dele
Na sua frente e diga "Isso é meu",
Só para que fique bem claro quem é o dono de quem.

Desejo também que nenhum de seus afetos morra,
Por ele e por você,
Mas que se morrer, você possa chorar
Sem se lamentar e sofrer sem se culpar.

Desejo por fim que você sendo homem,
Tenha uma boa mulher,
E que sendo mulher,
Tenha um bom homem
E que se amem hoje, amanhã e nos dias seguintes,
E quando estiverem exaustos e sorridentes,
Ainda haja amor para recomeçar.

E se tudo isso acontecer,
Não tenho mais nada a te desejar.

Victor Hugo

2012


A imagem  falará muito mais por mim... e tomará possa ser possível o encontro  de ter uma  pessoa com a mesma disposição, sem parênteses, sem medos, mas com a coragem  pra viver um  verdadeiro encontro.

Meu Desejo por todo o ano de 2012... 
Shana Tová 

LúKhayyám

 

26 de dezembro de 2011


Que cada homem seja para si uma revelação; que o espirito imortal do homem
tome posse do templo de seu corpo; que expulse dele mesmo os mercadores e
demais impurezas, e sua própria humanidade divina o redimirá, porque
quando estiver unido consigo mesmo, conhecerá o  Arquiteto do Templo.

Helena Blawatski


 

A Arte de ficar a Sós

Perdemos a velha arte de ficar a sós e não sabemos o que fazer com a solidão. Não sabemos extrair a felicidade dos nossos recursos internos; por isso, compramos distrações ou recorremos a outras pessoas para nos distrair, momentaneamente. E, não só não sabemos estar a sós, como também não sabemos ficar quietos. Entretanto, se pudéssemos manter o corpo durante algum tempo na mesma posição e usar nossa mente de forma adequada, lograríamos conquistar a sabedoria profunda, digna de ser possuída e saturar nossos corações de paz salutífera. 
 
Paul Brunton, in O Egito Secreto

Dá Tempo à Tua Vocação


Nunca dês ouvidos àqueles que, no desejo de te servir, te aconselham a renunciar a uma das tuas aspirações. Tu bem sabes qual é a tua vocação, pois a sentes exercer pressão sobre ti. E, se a atraiçoas, é a ti que desfiguras. Mas fica sabendo que a tua verdade se fará lentamente, pois ela é nascimento de árvore e não descoberta de uma fórmula. O tempo é que desempenha o papel mais importante, porque se trata de te tornares outro e de subires uma montanha difícil. Porque o ser novo, que é unidade libertada no meio da confusão das coisas, não se te impõe como a solução de um enigma, mas como um apaziguamento dos litígios e uma cura dos ferimentos. E só virás a conhecer o seu poder, uma vez que ele se tiver realizado. Nada me pareceu tão útil ao homem como o silêncio e a lentidão. Por isso os tenho honrado sempe como deuses por demais esquecidos.

Antoine de Saint-Exupéry, in 'Cidadela'

24 de dezembro de 2011

Lux & Pax


★*˚°。°*。°*。★*˚°。°*。°˚°★*˚°。°*。°*★*˚°。°*。°*★
° *_██_*˚ °。°/
♥ \*˚°。°*。°*★*˚°。°*。°*★*˚°。°*。°*★
˛ . (´• ̮•)*. 。*/♫.♫\*˛.* ˛ _Π_____*˚°。*。°*❤*˚°。°*。°*★
. ° ( . • .) ˛° . /• '♫ '•\.˛*./_______/
~\*˚°。°*。°*°*❤ ˚°*★
.* (.. '•'..) *˛ ╬╬╬╬╬˛°.|田田❤|門|╬...

Para todas as línguas... Feliz Natal !

Gezur Krislinjden
Fröhliche Weihnachten
Shenoraavor Nor Dari yev Pari Gaghand
Nedeleg laouen
Καλά Χριστούγεννα
Ia ora'na no te noere
Sarbatori vesele
Geseënde Kersfees
Gledileg Jol
Lorem Nativitatis
Soursdey Noel
Selamat Hari Natal
Sheng Tan Kuai Loh
Maligayang Pasko
Bon Nadal
חג מולד שמח
Tchestito Rojdestvo Hristovo
Boze Narodzenie
Boas Festas
Nodlig mhaith chugnat
Eftihismena Christougenna
Meri Kirihimete
Nadolig Llawen
Shadae Christmas
Sung Tan Chuk Ha
Chuk Sung Tan
Čestit Božić
عيد ميلاد مجيد
Suksan Christmas"
Feliz Navidad
Linksmu Kaledu
Mo'adim Lesimkha
Gajan Kristnaskon
Chung Mung Giang Sinh
Z Rizdvom Krystovym" ou "Veselogo Rizdva
Hyvää joulua
Hartelijke Kerstroeten
Joyeux Noël
メリークリスマス
Noeliniz Ve Yeni Yiliniz Kutlu Olsun
Kala Christougena
Kellemes Karácsonyt
Merry Christmas
Buon Natale
Gojan Kristnaskon
Merii Kurisumasu
Sawadee Pee mai
ม้า คริสมาสต์
Kung His Hsin Nien
Shub Naya Baras
Hristos se rodi
Feliz Natal
Vesele Vanoce
Zalige Kertfeest
Sarbatori Fericite
prazdnikom Rozdestva Hristova
Klidné prožití Vánoc
God Jul
Srozhdestvom Kristovym
Bo Nada
Wesolych Swiat Bozego Narodzenia
Vesele Vianoce. A stastlivy Novy Rok
Srecen Bozic
LúKhayyám

23 de dezembro de 2011

O Amor Vence Tudo



Mas não pode vencer a si mesmo.

O amor, após descobrir esse seu potencial de vencer a tudo e a todos se torna um tanto quanto tirano. E para ele, nesse estágio, só importa amar. Quem ama, quem é amado, a situação na qual se ama, na tirania do amor, nada disso tem valor algum.

Então, ciente de sua capacidade de combate, o amor tirano passa a destruir outras fortalezas sentimentais. Caem por terra a sensatez, o raciocínio, o livre arbítrio. Satisfeito com seu recém criado poder de criar impérios, o amor tirano passa a dominar todo o coração do pobre que o guarda. E após conquistar o terreno sangüíneo, ele passa ao cérebro e por fim, à alma. Você todo passa a ser apenas amor. E como isso pode ser prejudicial.

Sendo todo amor, você acaba perdendo sua capacidade de ser algo que sempre foi, você. Porquê para o todo amor, não há espaço para a individualidade, para o pensamento uno. Para o todo amor só existe a bela dualidade do casal, a fatal intermitência de pensamentos saídos de dois que são apenas um.

No fim, você termina arrasado. Esse é o fim de toda guerra. Acabado, perdido, sozinho, fraco e, aparentemente, sem bases para recomeçar ou continuar o que quer que existisse antes da sua possessão amorosa. Então, de repente, você se sente bem. Disposto, feliz, com vontade real de viver.

É aí que passam por você, novamente, aqueles cabelos macios e sedosos, que parecem ser tecidos com seda. Você os observa e em vão tenta desistir da idéia. Tenta avisar seu coração de que tudo será uma grande perda de tempo, um jogo perdido, mas não adianta. Ele já está lá outra vez. Manobrando suas pernas em direção daquela outra batalha que talvez, dessa vez, deixe sobreviventes.

Omnia Vincit Amor " Virgílio "

19 de dezembro de 2011

Ao Meu Pai todo meu Amor



O Desvalimento - texto de Sigmund Freud  
Alguns Anos atrás quando eu vivia em Porto Alegre conheci uma pessoa que me cativou com sua inteligência, bom humor... vez ou outra saímos para um bom bate-papo sempre acompanhado de vinho tinto. Ele fez um artigo sobre Freud, me enviou o artigo e pediu que eu comentasse a respeito... as linhas abaixo é parte do artigo, e que fiz meus comentários que foram de encontro a minha experiência vivida com meu Pai... 
Hoje ele estaria aniversariando e completaria 75 anos. Essa é minha homenagem a ele e as saudades que sinto nesses últimos 8 anos depois da partida dele. 

“Em alguns dos escuros meandros que estão por trás de minha consciência oficial, a morte de meu pai afetou-me profundamente. Eu o tinha em alta conta e o compreendia com perfeição. Sua mescla singular de sabedoria profunda e leveza fantástica significou muito em minha vida. Ao morrer, seu tempo já havia passado, mas dentro de mim a ocasião da sua morte despertou todos os meus sentimentos mais antigos. Agora me sinto absolutamente desenraizado.” Sigmund Freud

Em alguns dos escuros meandros que estão por trás de minha consciência oficial"... a morte de meu pai afetou-me profundamente. Isso eu senti além da minha pele... a intensidade, pela primeira vez eu senti o amor me tocar, foi o amor que reconheci verdadeiramente , e partiu prematuramente, consegui entender a dimensão do amor que ia dentro de mim, em relação ao meu pai, antes eu dizia as pessoas que minha relação com ele era ausente, distante, fria, não nos enxergávamos, falávamos o necessário, o silêncio prevaleceu mais que palavras (éramos estranhos um ao outro), acho que não !! ( no fundo descobri como éramos parecidos), isso mudou drasticamente após eu assumir os cuidados com a saúde dele, na época achei injusto eu ser quem estava capacitada como a cuidadora dele, por enxergar as falhas que ele teve comigo, mas eu mal sabia que iria ao encontro de algo que sempre sonhei sentir e buscava... o amor dele, o amor idealizado masculino de ser amada incondicionalmente , ao qual se tivesse experimentado quando nova faria toda diferença na busca de um parceiro, assim minha vida virou do avesso... Não estava preparada pra ser inundada com esse sentimento.

Experimentei, o amor tomar conta de mim pela primeira vez, e sabia que ele mudaria minha forma "ilusória de sentir e receber amor." Três meses depois da morte dele , minha vida de casada findou... De forma inesperada, um terremoto , minha dor não cabia em mim, mas destinada e necessária pra vir e matar minha sede de viver !! 
Eu o tinha em alta conta e o compreendia com perfeição, (no passado eu não o tinha em alta conta, mas desde que ele adoeceu e nos aproximamos , os véus caíram um a um e eu pude vê-lo de forma diferente). Por trás daquele corpo adoecido, o contato com o cheiro e a cara da morte que se fazia presente, eu vi a coragem, a força, e a ironia muitas vezes diante dos impedimentos que a doença causou e o senso de humor que ele mantinha... só vi o medo surgir próximo da morte dele, como ele delirava coisas estranhas sobre o efeito da morfina, metadona, e pedia pra aquilo que via ir embora. 

Sua mescla singular de sabedoria profunda e leveza fantástica significou muito em minha vida. (Ele era uma pessoa de hábitos simples, tinha boa formação, sabia lidar com seus negócios, era considerado um bom diplomata, um mediador das dificuldades que surgiam na família, muitos amigos e parentes vinham se aconselhar com ele, tinha o famoso bom jogo de cintura, não complicava, ao contrário , era prático e ágil pra resolver quase todos os problemas financeiros, negócios, ou apartar um problema de relação, mas no quesito relacionamento pessoal era bem fechado, pouco falava do que lá no fundo ele pudesse estar a pensar. Só vi meu pai chorar uma única vez, no dia do meu casamento. 

Ele Tinha traços de uma personalidade muito timida, foi bastante reprimido com um pai muito severo e agressivo, mas quando ele saia do sério aí era complicado... Dançava maravilhosamente, adorava Frank Sinatra, as fotos de Sinatra sempre me chamaram a atenção quando jovem, meu pai tinha algo familiar , semelhanças físicas. Lembrei disso agora ... e me veio a música My Way , sobre essa música que me marcou e me marca até hoje, só posso dizer que é puro mistério o que Sr.Inconsciente pode trazer a luz da nossa consciência... 

Ao morrer, seu tempo já havia passado, mas dentro de mim a ocasião da sua morte despertou todos os meus sentimentos mais antigos. “Agora sinto-me absolutamente desenraizado.” não sei se é o mesmo sentido de desenraizado que Freud expressa quando digo isso: despertencida. Eu me senti assim por muito tempo, com sentimentos de não pertencimento , de nada e ninguém, foi difícil sentir isso , não conseguia ter apegos, me senti distante de tudo que me relacionava as minhas raízes familiares , de cidade, etc, senti um "despertencimento", como se fios, amarras tivessem sido cortadas, partidas, e pela primeira vez me senti sozinha - não era solidão, me senti fora do tempo e espaço , em tudo que dizia respeito a minha vida... estava a mercê da vida, como ela me levando pra algo desconhecido, não planejado.

Enfim, ainda tento dar um entendimento pra esse processo que se deu comigo, aos poucos percebo peças se encaixarem , como um quebra cabeças de milhares de peças, imagens se formam, dão sentido e forma pra tudo que estava sob uma densa neblina , tantas perguntas sem lembranças e porquês, isso acabou cessando aos poucos. Hoje não busco por respostas, porque acredito que já não tenho mais tantas perguntas, elas se silenciaram... e nesse silencio que se fez eu passei a me ouvir melhor !  
LúKhayyám


 

Uma Oração



Recusa-se-se a cair.
Se não puder se recusar a cair,
recuse-se a ficar no chão,
eleve o coração aos céus
e, como um mendigo faminto,
peça que o encham,
e ele será cheio.
Podem empurrá-lo para baixo.
Podem impedí-lo de se levantar.
Mas ninguém pode impedí-lo
de elevar seu coração
aos céus -
só você.
É no meio da aflição
que tantas coisas ficam claras.
Quem diz que nada de bom
resultou disso
ainda não está escutando.
C.P. Estés

18 de dezembro de 2011

Rubais - Omar Khayyám

**


**




Amor Eterno




Te amei de tantas maneiras e de tantas formas, de vida em vida,
de época em época, Sempre...
Meu coração enfeitiçado fez uma e outras vezes um colar de canções
que tomas-te como um presente e usaste em torno de teu pescoço,
Do teu jeito e de tantas formas, de vida em vida, de época em época, Sempre...
Onde quer que escute as velhas histórias de amor, sua antiga dor
e esse velho conto de estar juntos ou separados,
me detenho e uma vez ou outra, olho o passado e ao final de tudo,
Emerge você, revestida com a luz de uma estrela polar trespassando a
escuridão do tempo, e deste modo te convertes em uma imagem
que recordarei para sempre.
Tu e eu flutuamos ali, na corrente que flui de um coração cheio de amor,
um pelo outro.
Jogamos o amor ao lado de milhões de amantes, compartilhamos a tímida
doçura do primeiro encontro,
As mesmas lágrimas de angustia em cada despedida.
O velho amor, que se renova uma ou outra vez, Sempre...
Hoje este amor está a teus pés, encontrou sua morada em ti.
Esse amor, o amor cotidiano de todos os homens, o amor do passado,
o amor de Sempre...
O regozijo universal, a dor universal, a mesma vida, a memória de todos amores,
as canções de todos os poetas do passado e de Sempre...
Se fundem neste Amor que é o nosso.

Rabindranath Tagore

LúKhayyám

Do Amor fiz minha Oração


Quando o amor vos chamar, segui-o,
Embora seus caminhos sejam agrestes e escarpados;
E quando ele vos envolver com suas asas, cedei-lhe,
Embora a espada oculta na sua plumagem possa ferir-vos;
E quando ele vos falar, acreditai nele,
Embora sua voz possa despedaçar vossos sonhos
Como o vento devasta o jardim.
Pois, da mesma forma que o amor vos coroa,
Assim ele vos crucifica.
E da mesma forma que contribui para vosso crescimento,
Trabalha para vossa queda.
E da mesma forma que alcança vossa altura
E acaricia vossos ramos mais tenros que se embalam ao sol,
Assim também desce até vossas raízes
E as sacode no seu apego à terra.
Como feixes de trigo, ele vos aperta junto ao seu coração.
Ele vos debulha para expor vossa nudez.
Ele vos peneira para libertar-vos das palhas.
Ele vos mói até a extrema brancura.
Ele vos amassa até que vos torneis maleáveis.
Então, ele vos leva ao fogo sagrado e vos transforma
No pão místico do banquete divino.
Todas essas coisas, o amor operará em vós
Para que conheçais os segredos de vossos corações
E, com esse conhecimento,
Vos convertais no pão místico do banquete divino.
Todavia, se no vosso temor,
Procurardes somente a paz do amor e o gozo do amor,
Então seria melhor para vós que cobrísseis vossa nudez
E abandonásseis a eira do amor,
Para entrar num mundo sem estações,
Onde rireis, mas não todos os vossos risos,
E chorareis, mas não todas as vossas lágrimas.
O amor nada dá senão de si próprio
E nada recebe senão de si próprio.
O amor não possui, nem se deixa possuir.
Porque o amor basta-se a si mesmo.
Quando um de vós ama, que não diga:
“Deus está no meu coração”,
Mas que diga antes:
"Eu estou no coração de Deus”.
E não imagineis que possais dirigir o curso do amor,
Pois o amor, se vos achar dignos,
Determinará ele próprio o vosso curso.
O amor não tem outro desejo
Senão o de atingir a sua plenitude.
Se, contudo, amardes e precisardes ter desejos,
Sejam estes os vossos desejos:
De vos diluirdes no amor e serdes como um riacho
Que canta sua melodia para a noite;
De conhecerdes a dor de sentir ternura demasiada;
De ficardes feridos por vossa própria compreensão do amor
E de sangrardes de boa vontade e com alegria;
De acordardes na aurora com o coração alado
E agradecerdes por um novo dia de amor;
De descansardes ao meio-dia
E meditardes sobre o êxtase do amor;
De voltardes para casa à noite com gratidão;
E de adormecerdes com uma prece no coração para o bem-amado,
E nos lábios uma canção de bem-aventurança.
Khalil Gibran

17 de dezembro de 2011

FELIZ NATAL (^_^)


Que tal começarmos a parar de Pedir coisas para nossas vidas e começarmos a Ser pessoas, seres humanos dignos aos olhos de Deus !!! Começando a parar de culpar pessoas , situações por tudo que ao seu modo de ver implicam na sua forma de Achismos, parar de julgar a atitude dos outros, baseada em sua crença crônica, engessada do que é certo ou errado! O que é CERTO E ERRADO? Normal,Anormal. BASEADO EM QUE TEORIA,CRENÇA, FILOSOFIA,PROVAS você coloca essas afirmações ? Você é capaz de olhar -se diante de um espelho e dizer a si mesmo (a) que é a pessoa ou ser mais perfeito, correto, equilibrado, sensato e munido de toda a razão do mundo, e que tem absoluta certeza de que tudo que faz é melhor do que toda a humanidade ???... Se sua resposta for um SIM, eu me pergunto o que uma criatura tão perfeita e certinha esta a fazer de sua vida aqui no agora ?? ... você cobra quanto por minuto para vender sua Arrogância?

Quanta bobagem, equívocos são colocados neste Facebook e outras redes sociais sem o menor senso de auto-crítica, inflando sugestões e maneirismos , receitas do que é Bom ou Ruim, sempre com a finalidade de excluir e estigmatizar pessoas que não se encaixam nestes Perfis de Saúde Globalizados""... isso sim, é uma maneira estreita e ditatorial de enxergar a vida, e que milhões seguem cegamente, sem conferirem por si mesmos se isso vai de encontro a sua verdadeira forma de ser... são pessoas que me lembram um comportamento de pura Verborréia, Ecolalias, ( isso não é saudável, isso faz mal pra sua vida, você tem que parar com esse vício ou comportamento), que precisam repetir seus dogmas e receituários de como devem viver para acreditarem que existem verdadeiramente, não bastando para elas as regras obdubiladas que vivem , tem que obrigar os outros a viverem segundo suas neuroses, suas fobias, suas regras advindas do que ouviram, leram e assistiram nas mídias aliadas a todo tipo de corrupção e poder, para venderem o comercial de Margarina "Familia Feliz"... pregando:
Compre essa forma de viver e consumir Correta.

Vou questionar tudo que parece tão saudável, tão politicamente, e medicamentosamente "Correto"... eu ainda Sou um Ser que confia na intuição, nos sinais internos e externos para viver e buscar equilibrio, e não tem que se basear nas ideologias sociais,nas formas prontas à venda, no que a cultura prega como Certo, Errado, Bom ou Ruim... Eu ao menos sei, que tenho a capacidade Inata de Escolher o que penso, o que quero comer, o que sinto, o que decido pra minha vida, independente de uma maioria querer ou não... Eu quero aprender por mim mesma, errar, acertar é mais uma forma de se viver, é parte de todo aprendizado que a vida dispõe sem descriminar ninguém...

Sinceramente a sua opinião sobre o MEU certo e Errado é o que minimamente move minha Existência. Que tal pedir ao Papai Noel um presente especial para a sua vida Perfeitinha, ele deve estar muito preocupado em realizar seus desejos... e posso imaginar a cena : WoWoWoWo !!!
Sim, eu procuro em mim o meu próprio diferencial, porque a beleza de viver é a imensidão de possibilidades de experimentar e chegar a algum lugar não definido, e saber que  o tempo não conta mais ,  que o importante é permanecer no espaço  infinito de Criação onde você também faz parte :)
Talvez o meu " jeito meio  louco"de parecer possa ser o que chama sua atenção, e talvez esse  possa ser o bom, gostoso e saudável que eu sinto vindo de ti e que faz a diferença de eu olhar pra sua direção... sim tudo é uma questão da perspectiva de olhar e sentir o mundo.
Boas Festas
LúKhayyám

15 de dezembro de 2011

Ser sentido para o outro .

"Só aquele que permanece inteiramente ele próprio pode, com o tempo, permanecer objeto do amor, porque só ele é capaz de simbolizar para o outro a vida, ser sentido como tal.
Assim, nada há de mais inepto em amor do que se adaptar um ao outro, de se polir um contra o outro, e todo esse sistema interminável de concessões mútuas... e, quanto mais os seres chegam ao extremo do refinamento, tanto mais é funesto de se enxertar um sobre o outro, em nome do amor, de se transformar um em parasita do outro, quando cada um deles deve se enraizar robustamente em um solo particular, a fim de se tornar todo um mundo para o outro."
LOU ANDREAS - SALOMÉ
 

You'll never know how much I love You

13 de dezembro de 2011

Meu Vício Agora

Tem gente que deixa em mim um gosto de Saudade na Alma.
O passar do tempo como o vento, traz vez ou outra lembranças dos momentos gostosos.. Nunca se sabe o que a vida pode fazer com tais lembranças, mas a fé é uma oração silenciosa que alcança nossos sonhos mais profundos e traz conforto ao nossos pensamentos.

6 de dezembro de 2011

Eu Sou


Eu sou uma das muitas mulheres que  aprenderam que a maturidade é um presente que se conquista !! 
LúKhayyám
A grande clareza e percepção, o grande amor que tem magnitude, o grande autoconhecimento que tem profundidade e amplitude, a expansão da aplicação refinada da sabedoria... tudo isso é sempre uma "obra em andamento", não importa quantos anos de vida a mulher tenha acumulado.
Os fundamentos do que é "grande", em oposição ao que é "apenas comum", são conquistados no início da vida, no meio ou mais tarde... muitas vezes mediante enormes fracassos, elevações do espírito, decisões equivocadas e recomeços impetuosos. O que se recolhe depois do desastre ou da sorte inesperada... é isso que é moldado e então praticado pela mulher e seu espírito, coração, mente, corpo e alma.... até que ela se torne não apenas competente em seu modo de ser paradoxalmente sábio.... mas também, muitas vezes, perfeita em seus modos de viver, enxergar e ser.
"A Ciranda das Mulheres Sábias " 
- Clarissa Pinkola Estés

3 de dezembro de 2011

O Sol brilha para Capricornianos




Finalmente, Dezembro chega para Capricornianos e nos aproxima de 2012: um ano que será especial aos nascidos sobre o Sol de Capricórnio... pode demorar pra que nossas mudanças, desejos, realizações  aconteçam... mas, quando o tempo de Saturno chega ele  se posiciona em nosso mapa natal junto com o Sol , Saturno , Cronos , este mestre, Pai e  grande Sábio e Ceifador deixa sua marca assim que nascemos ... aprendemos a conhecer o poder  de sua foice  em muitas fases de nossa vida ... ele poda  o que não mais  se faz últi, só permanece  as coisas e pessoas  que de alguma forma produziram e geraram o ouro alquímico em nós e que se fazem necessárias pra fabricação  da argila básica,  para os alicerces num  continum da caminhada do Capriorniano. Com sua tenacidade, esforço, lealdade, enorme  sensibilidade  a flor da pele,  e sua grande paixão na concretização  de seu  trabalho  de maior busca :  Atingir o ápice da montanha, e de lá constatar que a jornada é sempre infinita , que se conquista com a humildade e perseverança de degrau em degrau ,  que nosso caminhar em "S" tem uma razão sábia que somente  as Cabras caprichosamente sabem fazer ...  não arriscam uma queda fatal, que pode deixar sequelas em sua imagem jamais esquecidas... aprendem com todos os demais signos do zodíaco, que para uma grande subida a montanha é necessário a sabedoria que a  "Humildade ensina : saber a  real utilidade de  seus joelhos quando se dobram ",  que a pressa é inimiga da perfeição,  a competição,  orgulho, falta de medida, falta  limites entre o que posso e o excesso, o exagero, é  cometer HUBRIS,  que a falta de respeito e arrogãncia são os verdadeiros obstáculos, que impedem a chegada ao alto da montanha , de que se leva muito tempo para se tornar um verdadeiro alpinista e de chegar  ao ápice de um Himalaia... não substimem nunca um verdadeiro Alpinista, aprenda com eles de  que  subir não implica em ser o  melhor, mas a conquista da maestria. (^_^) 
LuKhayyam