19 de julho de 2012

Tempo


“Tempo é criança jogando e brincando. Reinado de criança."
Heráclito defende a amoralidade do tempo. Ao brincar como uma criança, o tempo não pode ser penalizado pela alteridade permanente da vida. Isso significa que as transformações contínuas impostas pelo tempo aos seres individualizados não passa de uma atividade pueril destituída de qualquer conotação moral. Assim como uma criança é inocente pelos seus atos, as perenes modificações exercidas pelo tempo são livres de qualquer imputação moral.

Laboriosamente Jung usou essa citação numa tradução diferente e entalhou num bloco de pedra e colocou em seu retiro de Bollinger -  " O tempo é uma criança - brincando como criança - brincando com um tabuleiro. Este é Telesforos, que erra pelas regiões obscuras deste cosmo e reluz como uma estrela das profundezas. Ele mostra o caminho para os portões do sol e para a terra dos sonhos."
Carl Gustav Jung
Postar um comentário