30 de junho de 2015

Amor e Dependência



"E quantos relacionamentos são governados pelo princípio do amor, pela atenção à alteridade do outro? Quantos são sabotados pela reativação dos antigos imagos do "eu mesmo" e do outro? Quantos são debilitados pelo não engrandecimento e apoio mútuo de suas jornadas separadas, pela força do hábito, pelo medo da mudança, pela falta de permissão para se viver a própria jornada e pela recusa em aceitar as convocações para suas próprias responsabilidades? [...] O amor quer a independência de ambos os lados, liberdade, não controle, não culpa, não coerção, não manipulação. Dependência não é amor; é dependência - uma revogação da responsabilidade essencial em crescer, ter plena responsabilidade por nossas vidas."
James Hollis: A Sombra Interior - por que pessoas boas fazem coisas ruins?
Postar um comentário