19 de fevereiro de 2012

A vida não é Só !!!


A vida não é só livre arbítrio. Livre arbítrio é Decisão, é Escolha , a vida é também Destino, porque Destino não é determinismo é Direção... deixando claro que a nossa enorme Ilusão : é querer ter o controle total sobre a própria vida, e ainda é pior quando temos a mesma atitude sobre a vida de outros.

Agora é razoável dizer que o que quer que façamos, os fatos ocorrerão como têm de acontecer. Não por uma questão de “destino”, ou "escolha", mas porque a vida e a Natureza têm suas próprias leis e elas não se dobram às nossas vontades. E não falta arrogância na maioria dos seres humanos em relação a isso.


O ser humano é um ser de hábitos, manias , privilegia o comodismo... quando se pensa em livre-arbítrio, a nossa tendência é focar muito mais na liberdade do que na escolha, sinto em dizer, mas a liberdade não é infinita, as possibilidades humanas tem de ter um certo limite, limites são necessários e extremamente saudáveis quando praticados com consciência e responsabilidade sobre si mesmo e com os outros.


O nosso livre-arbítrio é, na verdade, uma responsabilidade diante das circunstâncias, muito mais do que possibilidades infinitas de ação.

Todos nascemos sobre circunstâncias de lugar, tempo, isso é fato, e as circunstâncias são a nossa realidade, as coisas simplesmente são o que são.

A vida de cada um de nós tem uma missão, um caminho mais fácil se assim aceitarmos com maturidade. Uma idéia é entender através do rio, ele tem um destino, ou seja, uma direção. O rio não precisa se esforçar para chegar ao mar, ele não tem dificuldade em ir pelos declives e pelos caminhos abertos. Cada um de nós também tem uma direção, uma missão, um serviço a cumprir, e não precisamos fazer enorme esforço em nosso caminhar para realizarmos nossa missão de vida, porque ir pelo caminho mais fácil é estar em harmonia com o que gostamos de fazer, ter alegria com o que nos realiza, não importando se teremos o reconhecimento de familiares, amigos, sociedade, mas se dentro de nós sentirmos que o que realizamos é nossa verdadeira vocação.


Nossa mente, nossa consciencia não é capaz de enxergar muito longe e ao mesmo tempo de perceber todos os detalhes acontecendo em nossa vida, isso são os limites da nossa circunstância onde estamos, onde vivemos, de nosso planeta, de nossa realidade social, cultural... é preciso se afastar da experiencia do momento, subir para um lugar alto e de lá observar o todo a nossa volta.


Carl G. Jung, o pai da Psicologia Analítica descreve como nosso inconsciente tem capacidade de “enxergar” muito mais do que a nossa consciência, como se estivesse sobrevoando todas as coisas que nos circundam.

O inconsciente sabe como é o nosso terreno, sabe quais são as coisas que existem à nossa volta, mesmo que não sejamos capazes de ver conscientemente. Ele sabe qual é o nosso caminho mais fácil, qual é a nossa direção, a nossa missão de vida.

Jung defendia a idéia da perspectiva teleológica do nosso inconsciente. Em realidade nossa psique está direcionada para um determinado fim, que é a realização da nossa missão de vida. O inconsciente tem uma perspectiva muito diferente de nossa consciencia que é uma centena de vezes mais ampla que nossas circunstâncias, e ele sabe quais são as pessoas, os livros, o momento e as situações que devemos entrar em contato para realizarmos nosso trabalho de realização pessoal... Jung chamou este Processo de Individuação. Dentro de uma visão teleológica, não deveríamos nos perguntar “por que” determinado fato nos acontece, mas sim “para que” acontece.


Dessas colocações finalizo com uma frase de Vinícius de Moraes : “ A vida sempre tem razão”.... assim é muito importante sermos capazes de acolher o inesperado e o imponderável com confiança e serenidade. A vida é um grande mistério e sempre íra em direção do melhor caminho ...

Você Gostando ou Nào !
LúKhayyám
Postar um comentário