1 de outubro de 2011

Viva nesse lugar-nenhum


Não corra ao redor deste mundo
procurando por um buraco para se esconder.
Há bestas selvagens em todas as cavernas!
Se você vive com ratos,
as garras do gato irão lhe encontrar.

O único descanso real vem
quando você está sozinho com Deus.
Viva nesse lugar-nenhum de onde você veio,
mesmo que você tenha um endereço aqui.


É por isso que você vê as coisas de duas maneiras.
As vezes você olha para uma pessoa
e vê uma cobra cínica.


Outra pessoa vê um alegre amante,
e vocês dois estão certos!
Todos são meio a meio,
Como um boi preto e branco.
 
José parecia feio para seus irmãos,
e muito lindo para seu pai.


Você tem olhos que vêem daquele lugar-nenhum
e olhos que julgam distâncias,
o quão alto ou baixo.
Você possui duas lojas
e corre de uma para a outra.
 
Tente fechar aquela que é uma assustadora armadilha,
que fica cada vez menor, dê um xeque-mate assim.
Dê um xeque-mate nela.
 
Mantenha aberta a loja
na qual você não está mais vendendo anzóis,
agora você é o peixe nadando livremente.
Jalaluddin Rumi
Postar um comentário