28 de setembro de 2011

Palavras de Gratidão

 

Hoje esse sentimento de Gratidão  se fez presente. Essa era a reflexão que estava como um sopro se formando dentro de mim.  Alguns poucos conhecem um pouco dos acontecimentos em minha vida nos últimos 7 anos. É  para eles que deixo a minha gratidão, por estarem presentes e terem surgido em meu caminho quando o sol se pôs em pleno meio dia da minha vida. Não citarei nomes, porque sei que  se eles passarem  seus olhos por esta postagem, saberão que é para eles as minhas palavras... 
Em primeiro lugar, quero que você  saiba que sem a sua mão  estendida para mim eu não teria conseguido sair do lugar ao qual eu me encontrava. Agradeço por  você não ter desistido de mim, quando eu já tinha desistido e  nas inúmeras vezes que eu não enxergava onde eu  andava com a minha  alma descalça de sentido... onde ela muito ferida ficou despida  e sem a proteção de uma pele, sem as  suas asas para voar .... minha gratidão por  você se preocupar com a minha dor,  com minhas perdas, que não foram poucas e vividas todas  ao mesmo tempo. 
O que surgiu a minha frente nestes tempos que pareciam intermináveis eram coisas que eu não suportava o peso de um único olhar meu para buscar a resposta  a tudo, porque tudo não fazia mais nenhum sentido, tudo se tornou um grande deserto, ao qual minha alma não suportava sentir e ao mesmo tempo eu sabia que era lá que eu deveria estar. Da saudades que eu viria a enfrentar pela morte  de meu pai, do vazio que ele deixou em mim e do amor que eu descobri que sentia por ele numa intensidade que me deixava como uma náufraga sem um ponto norte para me guiar.
Meu mundo ruia, toda a minha fortaleza construída se dissolvia como castelo de areia. Entendi que algo muito errado acontecia  comigo, e que a vida não se mostrava preocupada em me oferecer explicações. 
Sem a sua ajuda, "amor incondicional" eu posso afirmar que não teria conseguido atravessar esse deserto em que minha vida se tornou. Renascer das cinzas foi ter de tentar  confiar na vida, em saber que no momento certo eu conseguiria atravessar o deserto e que eu chegaria a algum lugar, e lá neste lugar começar a ver todo o cenário, o filme da minha vida e que teria que  humildemente  aceitar que tudo tinha que ser vivido, e que nada mais era que uma promessa do alto se profetizava em minha vida. 
Sonhos, vozes, visões, toques, encontros, pensamentos, sensações de todos os tipos me envolviam em estados de lucidez, de grande confusão, de desespero, quando eu adormecia, me trazendo quantidades de sentimentos que eu não dava conta de digerir, de experienciar.... meu corpo entrou nessa dança frenética, e  ele vivia constantemente como as ondas das  marés, momentos e sensação de muito medo de que eu estava próxima do que eu imaginava ser a morte. As lágrimas faziam parte  na maior parte do tempo, não conseguia ter conversas com a vida sem a presença do gosto do sal nas minhas entranhas. 
Quantas vezes com esse desespero, eu pedia a Deus para tudo isso parar de doer tanto, de me carregar em seus braços e me fazer adormecer um sono eterno.  
Sem a sua ajuda eu não teria conseguido Adentrar nessa grande floresta escura e desconhecida de mim mesma, lá vivia um mistério do que  era o meu chamado, um chamado para conhecer os desejos da minha alma, encontrar a fonte de minhas forças, fazer a jornada de individuação de uma alma feminina, uma proposta da união com o meu desconhecido Animus, o meu par no plano celeste que me levaria ao encontro com a paz, com o verdadeiro sentido e significado do que é Amar, o encontro com a única fonte que alimenta a alma humana, experienciar o calor da chama da qual somos feitos... a chama dourada chamada Amor.
Poderia escrever por horas aqui muito mais sobre o que vivi intensamente, numa forma de entrega total e  assim mesmo me faltaria palavras para descrever tantos momentos que se eternizaram dentro de mim... mas, deixo nessas palavras o motivo de me inspirar a escrever, a minha gratidão a todos aqueles que me deram de coração o que eles tinham de melhor dentro de si: " O Puro e Verdadeiro Amor que emana da fonte ..."
Postar um comentário