25 de agosto de 2011

Encha a Taça

"Se tive amores? Já não sei se os tive.
Quem ontem fui já hoje em mim não vive.
Bebe, que tudo é líquido e embriaga,
E a vida morre enquanto o ser revive."

"Ah, encha a Taça: - de que vale repetir
Que o Tempo passa rápido sob nossos Pés:
Nonato amanhã, e falecido Ontem,
Por que angustiar-se frente a eles se o Hoje pode ser doce?"

Omar Khayyám - Rubaiyát
Postar um comentário