17 de junho de 2011

Amo


" Amo a minha loucura que me vacina contra a estupidez. Eu Amo o Amor que me imuniza contra a infelicidade que prolifera, infectando almas e atrofiando corações.As pessoas estão tão acostumadas com a infelicidade que a sensação de felicidade lhes parece estranha. As pessoas estão tão reprimidas que a ternura espontânea as incomoda, e o amor lhes inspira desconfiança."
Postar um comentário