1 de novembro de 2009

Amar


Amar… apesar de tudo!
Amar… apesar do medo, da ansiedade,
da angústia, da incerteza.
Amar… apesar do passado, do futuro…
apesar do presente.
Amar… apesar dos impasses, das dificuldades,
dos problemas.
Amar… apesar das impossibilidades.
Amar… apesar do mal, da destruição,
da ameaça, do coração de pedra.
Amar… apesar da separação, da indefinição.
Amar… apesar da sombra.
Amar… apesar do outro.
Amar… apesar de mim.
Amar… apesar de Deus.
Amar…
Hoje, mais do que nunca, amar.
Amar… a porta que dá acesso ao jardim.
Jean-Yves Leloup

A felicidade é reencontrarmos em nós a capacidade para amar, porque tudo o que fazemos sem amor é tempo perdido, é feito em má hora, é uma infelicidade... Enquanto tudo o que fazemos com amor é a eternidade reencontrada, a boa hora reencontrada, desse modo, a felicidade nos é dada por acréscimo...
Postar um comentário