6 de outubro de 2009

Bela das Suas Tardes

Saudade ruim, saudade que dói.
Saudade que nos faz pensar e chorar.
Saudade que nos trás memórias boas.
Que voltam ao nosso coração para amargar.

Saudade de um momento, de um sorriso.
Saudade de um beijo, um abraço.
Saudade de ver e sentir
Como se sentia quando não dava saudade

Saudade é a falta, é a ausência, mesmo presente
Saudade é o aperto que a alma sente,
A faz sentir-se sozinha e diminuir aos poucos
Implorando para que tudo volte novamente

Saudade de um evento,
Saudade de um sentimento
Saudade de um olhar, de um flerte, de um sorriso
Saudade que domina nosso pensamento

Saudade que corta o coração.
Transforma nosso espírito em vento
E pra longe ele vai, na busca em vão
Procura por todos os cantos a única coisa
Que devolve nossos pés ao chão
E não faz arder o tempo.

Saudade que me tira o rumo agora
Me faz caminhar sobre a brasa
Faz-me ferir com espinhos
Apenas para que eu veja seu rosto na aurora

Saudade é o que sinto de você
Muita saudade é o que sinto de você.
Vem e cala meu grito por teu nome
Cessa o implorar de minha alma
E mata este sentimento que aos poucos mata

Mas lhe entregarei meu bem mais precioso
Se trouxer meu amor e fazê-lo eterno
Trás meu amor, apenas isso te peço.

Phantom

2 comentários:

Anônimo disse...

Belas palavras de uma alma que chora por um amor longínquo, mas o texto é antigo, creio já se esqueceu.
Irei acompanhar teu blog minha querida, nele existem coisas interessantes que nos faz abrir a mente.

╰☆╮SOULÚ╰☆╮ disse...

Ao Anônimo !

Acredito que talvez isso possa responder a sua dúvida quando fez seu comentário ... não são apenas palavras bonitas, mas tudo que move a escrever aqui, a imagem, poemas, poesias, pensamentos vão de verdadeiro encontro a essa trecho de Antoine de Saint-Exupéry :

O Essencial é Invisível aos Olhos" "Eis o meu segredo: só se vê bem com o coração. O essencial é invisível aos olhos. Os homens esqueceram essa verdade, mas tu não a deves esquecer. Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas."

Garanto a você que esse poema foi dirigido a uma pessoa especial que fez parte em minha vida, mesmo que talvez ela não faça mais contato, nem se preocupe em dar um sinal de vida ou mesmo não exista mais ela permanece em minhas lembranças... mal sabe ela que meu mundo é vivido de possibilidades inimagináveis e que ela talvez não consiga sentir ou compreender, o que é uma pena !!
LúKhayyám